Convidar mulheres e homens a trocar de hábitos, renovar conceitos e atitudes…uma nova sexualidade…

 

T

udo bem que é através dessa “brincadeira” que a coisa mais séria dessa vida acontece: crianças vêm ao mundo sem que ninguém as consulte se querem nascer. A vida lhes é imposta devido a três minutos de uma brincadeira muitas vezes inconsequente, sem proteção. Tudo bem que doenças seriíssimas podem ser contraídas como consequência terrível de uma noite de sexo maravilhosa.A gente sabe de tudo isso e sempre é preciso se lembrar, está na bagagem e na alma de todo viajante e aventureiro sexual.

Mas como a pessoa que pega um carro e sabe o que fazer para não provocar um acidente, ou o alpinista que se prepara inteligentemente para subir até seu pico, o praticante de sexo criativo, como todas as outras atividades da vida, vai armado de inteligência e informação para tudo o que faz. Portanto, maldizer o sexo com atividade de puro prazer por seu “perigo” e “importância” é coisa dos corvos da razão, que como disse William Blake, colocam suas larvas nas coisas mais belas da vida.

prazer pelo prazer

 

Se o homem aprendeu como se proteger para evitar filhos e não contrair doenças, é porque a natureza assim desejou. Ficamos com a melhor parte da coisa, capazes de pronunciar aos quatro ventos, para a natureza e o universo, nosso manifesto libertário : “Olha, eu faço esse troço seu de subsistência da espécie só pelo meu prazer”.

 

 

É natural querer sexo pelo sexo, foi um processo natural querermos sabotar o processo de concepção para ficar só com a sensação. Somos bem dotados em inteligência. Gostamos de brincar, e brincar é nosso ato mais belo, é a coisa em si, sem objetivos outros que ela mesma. Brincar é brincar, não se ter aonde chegar. Ficar suspenso num momento etéreo longe da rede de causa e efeito e das coisas sérias da vida.

Quiseram te ensinar que esse momento agora é só um trampolim, uma passagem para um outro muito  melhor. E aí você achou melhor ficar quieta em casa, esperando esse mundo que vem depois, não mais reparando que o paraíso está aqui mesmo, apenas embotado pelas suas atitudes covardes e seu desejo enjaulado por um bilhão de medos.

Os hindus dizem que o universo é “lilá”, o brinquedo de Deus, e que não deve ser levado tão a sério. O peso colocado no sexo é pura ignorância e medo inconsciente, uma arte sádica de ir contra nossa vontade natural de obter prazer.

sexo anal

O sexo anal é um dos símbolos maiores da liberdade do homem frente aos desígnios da natureza: não há serventia alguma para esse ato, o ânus não foi feito para isso, não há nada racional que o justifique. E é aí que reside toda sua beleza. Somos livres para perpetrar essa galhofa para com a máquina do corpo e da vida, transgredindo o manual de instruções, o porquê a coisa existe… Toda vez que você faz sexo anal lembre-se de que faz simultaneamente um manifesto de liberdade… como diria Nietszche…eu libertei o homem dos grilhões dos fins..” Fazemos porque é bom, essa é nossa justificativa precisa e única, não há finalidade outra do que se divertir e sair do funcionalismo aborrecido do mundo. O momento em si não precisa de objetivo maior do que ele mesmo. Damos a bunda no agora, como um mestre zen que se liberta de passado e futuro para apenas estar inteiro no presente, sem objetivos num futuro não nascido, sem dramas ou pré-definições e rótulos do passado morto. “Shikantaza” em zen quer dizer o mesmo que não ter objetivos, no goals… Just be it, sentindo a eletricidade percorrendo o corpo com o atrito, e só. E que tudo! Dê a bunda em estado de Shikantaza e goze mais alto, sem arrependimentos, sem amanhã. Presente…

As coisas foram feitas por causa de um objetivo preciso da natureza e do Criador? Dane-se, usamos aquilo para outra coisa, nossa imaginação é nosso guia, nossa alegria. Prometeus roubou o fogo da criação e nos deu… somos deuses que criam nosso destino e nossa alegria. Somos brincadores. A força motriz do universo é seu impulso lúdico, somos agentes desse impulso.

Ninguém te julgará por sua criatividade, mas apenas por sua falta de criatividade. Um mestre pintor gosta do pupilo que o surpreende, mostrando novos caminhos para antigas técnicas e dogmas, usando as cores e os pincéis de modos nunca antes experimentados. Aquele que só imita sem nada acrescentar pouco brilho adquire, não se destaca, é esquecido. Espera-se criatividade… Só os férteis de ideias e corajosos em atitudes se perpetuam e gozam o mundo. A maioria faz tudo como deve ser, como os outros fazem, mas amam aquele que se rebelou, que não se subjugou à mesmice. Sonham em ser como ele.

 

qual é a sua relação com o sexo?

Symbolism_spirit_of_the_moon770px

Da água estagnada espere veneno. O universo espera a sua rebeldia e não a sua serventia. Um artista cria, um servo obedece. Estamos num mundo sado masoquista, ora somos mestres, ora somos servos… e tudo pelo tesão, até o peso serve para a leveza de brincar. Levamos nosso jogo lúdico até no pesado. Sabotamos o peso e a gravidade com nosso tesão. Isso é confuso? Não para quem sente tesão….ele se auto-explica!

Não existe aquilo que é “natural”. Seria natural uma mulher fazer sexo oral num homem? Não, não é. Portanto duas mulheres juntas, ou homem com homem, ou sexo a três ou seis, tudo vale pra quem sabe brincar. E nada é pesado ou sujo… muito pelo contrário, é apenas uma brincadeira criativa, a expansão óbvia de um jogo infinito .

Sexo é uma brincadeira leve, bobinha. Malicioso é aquele que quer brincar… é sim, malícia, e daí?

ver minha mulher beijando outra na minha frente

A primeira vez minha e de minha esposa com outra pessoa foi assim. Estávamos lá com uma outra mulher, eu vendo as duas se beijarem com abandono, alegria e tesão e pensávamos juntos: como isso é leve, bobinho…não tem nada demais. Da onde veio toda essa carga negativa e pesada que impuseram ao sexo? Veio daqueles que não querem ver a alegria do outro, que temem que perdem algo com a liberdade alheia, que acham que o mundo deve ser como suas pobres imaginações ditam, que querem dominar a vida dos outros. E ainda para dar mais peso à suas doutrinas e dogmas inventados por eles mesmos, dizem que foi Deus quem disse, que é ético.

Juntar duas bocas, gostoso, um beijo, peles se roçando, babinhas se misturando e só… não carrega todas aquelas implicações doidas que os que não sabem brincar querem impor.

objetivo número um do site Sexo Criativo é provar a leveza e inocência do sexo

A gente vê que quem não está conseguindo brincar quer estragar a brincadeira dos outros. No fundo no fundo, é sempre esse o problema. O recalcado não suporta a alegria e a liberdade de quem não liga para as castrações e limites infelizes da sociedade. É melhor essa pessoa aprender a brincar do que ficar num canto sombrio julgando todo mundo com preceitos morais falsos, que ela usa como arma para se sentir melhor. Aprenda e ensine a brincar… a tirar o peso das coisas. Playground do sexo… tem gente que não sabe brincar, tem muito medo de altura…trepa-trepa, gira-gira, escorregador…

Lúdico… leve…. brinquedo, brincadeira…

A palavra “brincar” sempre é associada à inocência, às crianças. Sexo, pelo contrário, a algo pecaminoso, sujo. Brincar com o sexo então seria uma incoerência, um absurdo? Um oxímero? Não para o adulto que continua sabendo brincar e ser inocente em sua perversão, que não vê peso no sexo. Os brinquedos mudam, mas a vontade de se divertir é a mesma, inalterada. Somos todos crianças, a vida só tem graça quando tem diversão, quando sentimos que estamos brincando.

É preciso repetir como um mantra que sexo é leve, é brinquedo… por isso esse texto repetiu a palavra brincar à exaustão! Desassociar sexo de coisa suja, feia. Lavagem cerebral que foi feita à nossa revelia. Condicionamento que nos prende a uma realidade mais pobre, desnecessária.

Sexo é leve, é brincadeira…

A pessoa chega e diz: eu tenho tesão por você, ou seja, gostaria de brincar de mão com você. Aí você grita: “ seu cafajeste!”. Por que? Da onde veio esse sentimento de ofensa pelo tesão do outro? Contanto que ele não tente se impor, afinal você pode ter tesão zero por essa pessoa, apenas anunciar um tesão não deveria ser algo tão chocante.

 

Sexo é leve, é brincadeira…

 

Temos medo do tesão de nosso companheiro(a) por outra pessoa e isso impede tanta alegria na vida, causa tanta dor desnecessária. Amor é outra coisa completamente diferente, O TESÃO NUNCA O AMEAÇA.

É preciso libertar-se dessa bobagem do ciúmes, do medo. Tesão é leve, é eletricidade e magnetismo circulando e interagindo como é esperado.

Dogmas é que são sujos, contaminados de ideias e rótulos inventados por castradores impotentes. Tentativas mal sucedidas de mapear o mundo e estabelecer limites, impedir a espontaneidade do momento único e seu fluxo natural. Tesão é a coisa mais inocente do mundo.

Você sabia que embriões já se masturbam dentro da barriga da mãe? Exames de ressonância mostram claramente os fetos compenetrados em atos auto-eróticos. E aí, como fica nosso conceito de inocência? Fetos safados?

Censored Ultrasound

Acreditava-se que a masturbação podia levar à doenças, à loucura e ao pecado. Mães amarravam as mãos dos seus filhos antes de dormir para que não se masturbassem. Agora, o que é mais doente: uma masturbação no meio da noite ou amarrar o filho na cama?

Sexo é a inocência em grau máximo,em estado mais puro…

Ensinamos nossos animais que sexo deve ser feito escondido… é feio. Mas aquele filhote lindo vem na nossa perna e quer brincar… e você fica toda constrangida, fica meio perdida, ele não é tão inocente assim, não é tão Disney como deveria.

Violência no cinema tem censura mais leve do que sexo. Que sociedade é essa?

Esse texto teve que se fingir de sério e se utilizar de preceitos filosóficos só para deixar de ser sério. Esse texto é bobo, não visa grandes filosofias e por isso é seríssimo. Saber brincar é a coisa mais importante da vida, porque é a única não importante. Carregamos peso demais, impomos gravidade aonde só existe leveza. O brincar vem salvar tudo.

Sexo é etéreo, é impulso lúdico. O universo funciona por impulso lúdico.

Esse texto estará sempre aqui no site como um lembrete… lembrete de tirar o peso da brincadeira mais gostosa que existe, lembrar de sua beleza e leveza. O homem pode inventar bilhões de outras coisas, mas nenhuma é mais deliciosa que essa.

feweff

Sexo é sexo…sexo criativo é sexo sem limites, brincadeira das brincadeiras.

Só imponha peso se for por motivos sado masoquistas. Dessa forma, transgredimos até o peso, lhe impondo leveza e tesão. Que assim seja.

Sexo é nossa Disney!

Não existe nada mais puro e inocente do que sexo.

 

Clique aqui e escolha uma galeria,  para celebrar o fato de que sexo é leve:

Masturbar já

 

 

 

r3r23

 

 

About The Author

Sou um cara que ama criatividade em todos os setores da vida, principalmente no sexo. Sempre pronto pra inventar e experimentar coisas inusitadas, quebrar padrões e expandir a realidade. Tudo junto do amor da minha vida, porque só assim que tem graça.

Related Posts